Gestão da emoção e fortalecimento da auto-estima fazem parte do processo de empoderamento emocional. E o que significa isso, afinal? Consultamos Camila Custódio, palestrante e terapeuta do Consultório Emocional, para desvendar tudo sobre o empoderamento e os benefícios que ele pode trazer para a sua vida.  

O que é empoderamento emocional?

Camila Custódio explica o que é empoderamento emocional

  Sabe aquela sensação de confusão, desolamento, dificuldade de enxergar o próprio valor e impor limites? O empoderamento emocional e as terapias a ele relacionadas trazem fortalecimento e autonomia para ressignificar e transformar nossas experiências. Para Camila Custódio, devemos levar a vida da maneira que decidirmos, porém através de escolhas mais saudáveis e conscientes.

"O resgate dessa autonomia é fundamental para o fortalecimento da nossa autoestima, do nosso poder pessoal e bem estar emocional.”, afirma a terapeuta.   A jornada dupla e a rotina agitada da maioria das mulheres acaba desgastando a saúde física e mental. Quando você deixa de fortalecer a sua auto-estima e perde a autonomia na tomada de decisões, a vida acaba ficando mais caótica e difícil de viver.  

Seja nos relacionamentos pessoais ou profissionais, trabalhar o empoderamento emocional traz mais saúde e qualidade de vida. Esse processo visa conscientizar as mulheres sobre a importância do empoderamento feminino em seu cerne, trabalhando questões emocionais e a gestão dos sentimentos.  

Quando nos empoderamos emocionalmente, estamos mais aptas a enxergar o nosso real valor no mundo e também a fazer escolhas coerentes com aquilo que acreditamos. Além disso, assumir responsabilidade total sobre as escolhas pessoais torna a convivência com outros mais leve, já que reduz significativamente as cobranças excessivas e expectativas irreais.  

Como desenvolver o empoderamento emocional?

  Em primeiro lugar, cabe lembrar que esse é um processo contínuo de aprimoramento e desenvolvimento pessoal. Deste modo, é preciso manter a atenção plena e trabalhar diariamente nessas questões. Também vale lembrar que a ajuda profissional pode ser fundamental para começar. Na sequência, as dicas da terapeuta de empoderamento emocional Camila Custódio:  

1. Fortaleça a sua autoestima

  Esse é o ponto principal e precisa ser aprofundado. É necessário compreender que autoestima vai muito além do corpo, mas diz respeito ao nosso autoconhecimento. Quando não acreditamos no nosso potencial, duvidamos da própria inteligência ou nos colocamos frequentemente para baixo, é um sinal claro de que a autoestima precisa ser fortalecida. Lembre-se: não é apenas sobre como nos vemos no espelho, mas sim sobre a maneira como enxergamos nosso próprio valor.  

 

Leia também:

Maquiagem Verão 2020: tendências e passo a passo para copiar já

5 peças plus size indispensáveis: o que não pode faltar no armário?

As cores do verão 2020: 3 apostas vibrantes para a moda plus size

 

2. Assuma o seu poder pessoal

“Autoestima e empoderamento emocional  têm a ver com o nosso autoconhecimento, com a relação que temos com o nosso trabalho, a forma que lidamos com dinheiro, como adquirimos conhecimento e também a maneira que nos relacionamos com quem amamos”, explica Camila.

Por isso, ao assumir o poder pessoal, a mulher aprende a fazer escolhas mais saudáveis em suas relações. É preciso aprender a dizer não e a delimitar o espaço pessoal. Seja com o parceiro, a família ou os amigos. A partir disso será possível construir relações mais respeitosas, em todos os sentidos.

3. Ouça a sua intuição

Por fim, um conselho simples e bastante efetivo. Aprender a ouvir e respeitar a própria intuição é fundamental nas relações. Somente a partir da observação e gestão dos próprios sentimentos é possível construir o empoderamento emocional.

Em meio à correria do dia a dia, é fácil esquecermos de olhar para dentro com carinho. Mas é essa gentileza pessoal e observação constante que irá mostrar o caminho para uma vida mais feliz e completa.  

Gostou das dicas? Clique aqui e siga @consultorioemocional no Instagram!  

Comentário Facebook